domingo, 16 de novembro de 2014

Publicação de Helena M.Luis, filha do Mestre do Navio Bolama (Mestre Faustino Luís)

Eu sou filha Do Mestre Faustino( Helena Luis), curiosamente hoje deparei-me com mais uma publicação do "Caso Bolama", considero que toda a investigação feita até ao dia de hoje saiu sempre em vão....este segundo livro acaba por ser a subida de mais um degrau para uma carreira jornalística , um caso muito longe de ser resolvido.
Não posso deixar de exprimir  a minha tristeza e revolta de tudo o que passei até ao dia hoje, sentimento este que irá de braço dado comigo ate aos finais da minha existência.
O sofrimento dos meus queridos (Mãe e Irmão) que ja faleceram e com eles foi a magoa e assombração do dia 4 Dezembro., se calhar a minha existência na terra dos vivos serve para ser porta voz de defesa do meu pai, "Homem honrado, honesto e fiel aos seus princípios".
Fico triste no país aonde vivo que tudo acontece e nada se sabe, tentei muitas vezes sozinha por fortes contactos que tenho,  saber a causa deste acidente...., é horrível continuarmos com esta sombra e sermos olhados como culpados...."NÃO ACREDITO QUE O MESTRE NÃO SABIA O QUE O NAVIO LEVAVA DE CARGA", apenas um pequeno exemplo de expressões acusadoras., nunca consegui obter resposta do que realmente aconteceu.
O que eu sei que é real,  é que não existe interesse na sua verdade, o que eu sei e é real ....o trauma que deixou .....o que eu sei é real que nunca vamos saber o que se passou....o que eu sei e é real se o meu Pai suspeitasse que algo de errado  naquela viagem, o navio não tinha saído.
Agradeço ao Sr. Jornalista Jorge Almeida o seu empenho e dedicação  a este assunto, mas não se esqueça ja  passou mais de 20 anos e as famílias ainda sofrem por esta abalo.
Posso garantir que á acerca de 3 anos, fui contactada na minha página do facebook por uma pessoa anónima, que relatou na integra  todo processo do acidente Bolama, ainda tentei investigar em conjunto do meu advogado quem seria aquela "Alma", e até que ponto poderia ser verdade factos que ate batia certo com o que era narrado, como deve imaginar nada conseguimos porque até era difícil de apresentar queixa junto das autoridades de uma pessoa não identificada .
Agora apenas deixo-lhe uma dica .....comece por quem direito tinha que investigar...pode ser por ai se consiga o inicio de algo.!
Agradeço mais uma vez sua persistência no caso, mas com um pedido não magoe mais de quem já sofre e vive revoltado com esta nuvem negra  de mais 20 anos!

Obrigado
Helena M.da Fonseca Luis